Atividade física_ já estabeleceu as suas metas para o ano

Atividade física: já estabeleceu as suas metas para o ano?

O começo do ano é aquela época em que todo mundo faz promessas e estabelece metas para os próximos doze meses. Começar a dieta, colocar as contas em dia, iniciar uma atividade física – tudo isso faz parte da lista de compromissos que assumimos todos os anos. De todas essas promessas, vamos conversar sobre uma muito especial, a prática de exercícios físicos.

Antes de mais nada: se você não lembrou de incluir a prática de uma atividade física entre as suas metas para o novo ano, está na hora de revisar a sua lista! Afinal, praticar exercícios é fundamental para manter ou melhorar a saúde, seja você ostomizado ou não.

Sou ostomizado. Posso praticar atividades físicas?

Se você acha que não pode praticar atividades físicas por ser ostomizado, pense diferente! Além de permitida, a prática de esportes por pacientes que se submeteram a uma ostomia deve ser incentivada.

O primeiro passo é discutir o assunto e conseguir a autorização de seu médico – o que normalmente acontece após a recuperação completa da cirurgia, com a cicatrização dos tecidos internos que foram operados**.** Segundo o ortopedista Dr. Marco Otani afirma na Folha de São Paulo, o período de recuperação da cirurgia é de seis meses, mas pode variar de um indivíduo para outro. Siga sempre a orientação do seu médico.

Resolvida essa etapa, é hora de começar a se exercitar. Mas, qual modalidade escolher?

A melhor atividade física

A melhor atividade física é aquela que dá mais satisfação a você. Seja na academia ou ao ar livre, praticada individualmente ou em grupo – se você tem prazer na atividade você vai pratica-la com regularidade, caso contrário fica bem mais difícil.

Se você já tinha o hábito de se exercitar antes da cirurgia, não há porque não retomar a prática esportiva que você já conhece e aprecia. Aproveite o momento da autorização para conversar com o seu médico a respeito.

Se você está começando, saiba que existem algumas modalidades que você deve evitar. Os esportes de contato, com maior impacto corporal precisam ser avaliados com cuidado se você é ostomizado. Há riscos de lesões, contusões e outros problemas, se o esporte incluir contato físico intenso ou pancadas. Assim, procure evitar:

  1. Lutas e outras artes marciais
  2. Futebol
  3. Basquete

A prática da musculação pode ser incluída na sua rotina, mas sempre com cuidado – procure ajuda de um profissional especializado. O esforço para movimentar cargas muito pesadas pode trazer complicações para a ostomia, como hérnias e prolapsos.

Aproveitando que faz calor nessa época do ano, saiba que as práticas que envolvem água, como a natação e a hidroginástica, estão liberadas.

Qualquer que seja a sua opção, procure incluir em seu programa atividades que contemplem todos os pilares do treinamento: força muscular, preparo cardiorrespiratório, flexibilidade e equilíbrio. Um profissional de educação física pode ajudar você nisso.

Comece aos poucos

Se o seu médico autorizou a prática de exercícios e você já escolheu a modalidade, é hora de calçar o tênis, ou colocar o maiô e começar!

O importante é começar aos poucos, sem exageros. Vários fatores podem contribuir para uma redução da sua massa magra e, com ela, uma perda da sua força muscular: sua doença de base, o impacto da própria cirurgia sobre o seu organismo, a cicatrização, etc**. Então comece com exercícios de intensidade bem leve, e aumente a intensidade e a duração dos exercícios de maneira gradual.** Assim, você dá tempo para seus músculos se recuperarem e garante que vai colher os benefícios da atividade física, sem correr os riscos de uma lesão.

Cuidado com a aderência da bolsa

Uma dica especial para os ostomizados esportistas é que a placa da bolsa deve estar sempre bem aderida ao corpo – a transpiração, a água da piscina e mesmo a movimentação do corpo podem precipitar algum incidente coma bolsa. É importante que você dedique tempo e atenção para fixar o dispositivo de maneira firme, pelo menos uma hora antes do início dos exercícios. Se precisar, invista num cinto ou numa faixa, para melhor fixação. Além disso, você pode aproveitar esse intervalo e esvaziar a bolsa antes de começar a se aquecer. Assim, você evita os riscos de vazamento.

Não se esqueça da hidratação

Correu, nadou, suou? Hidrate-se! Lembre-se que todos nós precisamos ingerir de seis a oito copos de água todos os dias. Com o calor e a atividade física, essa necessidade aumenta ainda mais. Especialmente para quem tem alguns tipos de ostomia, que apresentam maior propensão à desidratação.

Corpo são, mente sã

As atividades físicas são importantíssimas para todas as pessoas, com ou sem ostomia. Afinal, além de manter o corpo em forma, elas melhoram a autoestima e ajudam na integração social.

Agora você já sabe: ter uma ostomia não impede você de praticar exercícios. Então, você só precisa conversar com seu médico, selecionar sua modalidade e começar. Comece a cumprir a sua promessa ainda hoje e tenha um ano mais saudável!

Ficou com dúvidas?

Envie sua pergunta a um dos especialistas da comunidade Osto+ – receba a resposta por e-mail gratuitamente!

Informação segura e confiável deve ser divulgada!

Compartilhe com seus amigos! Basta clicar nos botões a seguir.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Imprimir
Email
Quem tem uma ostomia pode ter uma vida completa e feliz

Cadastre-se

receba gratuitamente informações atuais e relevantes para ajudar você a cuidar melhor da ostomia

Subscription Form_O+

2023 Ostomais® | Todos os Direitos Reservados