Salute

O que é a doença celíaca?

A doença celíaca é uma condição autoimune em que o sistema imunológico reage ao glúten, uma proteína encontrada em alimentos como trigo, cevada e centeio. Essa reação danifica as vilosidades, que são estruturas da mucosa do intestino delgado, que se dobra como se fossem dedos, aumentando a capacidade de absorção do órgão. Portanto, as lesões causadas pela doença celíaca impedem a absorção adequada de nutrientes.

A doença celíaca é uma doença crônica e não tem cura, mas pode ser gerenciada com uma dieta sem glúten. A eliminação completa do glúten da dieta é a única forma de controlar os sintomas e prevenir danos adicionais ao intestino delgado. Alimentos sem glúten, como frutas, verduras, carnes e produtos lácteos, são permitidos, mas é importante verificar os rótulos dos alimentos processados para garantir que eles não contenham glúten oculto.

Os sintomas da doença celíaca podem variar de pessoa para pessoa e incluem:

  • diarreia,
  • dor abdominal,
  • inchaço,
  • fadiga,
  • perda de peso e
  • anemia.

A doença celíaca pode afetar qualquer pessoa, independentemente da idade, sexo ou etnia. Estima-se que cerca de 1% da população brasileira possa ter a doença celíaca, com uma proporção ligeiramente maior de mulheres sendo diagnosticadas com a condição.

Ao tratar a doença celíaca, é importante considerar a idade, o estilo de vida e o histórico médico do paciente. Um nutricionista pode ser um recurso valioso para ajudar a planejar uma dieta sem glúten, mas que seja também equilibrada, e garantir que o paciente esteja recebendo todos os nutrientes necessários.

Em casos mais graves, pode ser necessário o uso de medicamentos para controlar os sintomas. Além disso, é importante que os pacientes com doença celíaca tenham uma boa comunicação com seus médicos e outros profissionais de saúde para garantir um tratamento eficaz e evitar complicações a longo prazo.

A causa exata da doença celíaca ainda é desconhecida, mas acredita-se que uma combinação de fatores genéticos e ambientais esteja envolvida no desenvolvimento da doença.

Acredita-se que pessoas com predisposição genética possam desenvolver a doença celíaca após a exposição ao glúten. Especificamente, a doença celíaca é associada a certos genes que estão envolvidos com o sistema imunológico. Se uma pessoa herdou esses genes e é exposta ao glúten, o sistema imunológico pode desencadear uma reação inflamatória que afeta o intestino delgado.

Além da predisposição genética, acredita-se que outros fatores ambientais possam desempenhar um papel no desenvolvimento da doença celíaca. Algumas teorias sugerem que infecções virais, desequilíbrios hormonais e exposição precoce ao glúten na dieta podem contribuir para o desenvolvimento da doença celíaca.

No entanto, a doença celíaca ainda é uma condição complexa e há muitas incertezas em relação à sua causa. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são fundamentais para prevenir complicações a longo prazo e ajudar os pacientes a gerenciar a doença.


Seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *

*